quinta-feira, 16 de setembro de 2010

Fazenda Suassuna 422 anos

Somos o Maior Patrimônio Cultural do Jaboatão
e por este motivo estamos proclamando nossa
independência  Cultural!! 
Como Dizia os Escravos do Barão de Suassuna:  
        "Viva à Liberdade...".



          No dia 07 de Setembro a organização de jovens e adolescentes da fazenda suassuna realizarão um encontro cultural em homenagem aos 422 anos da Usina Jaboatão, o evento  foi realizado no salão da capela da usina,  ouve debate sobre a cultura e os problemas sociais  da nossa comunidade e exposição de fotos do antigo engenho suassuna, engenhos pertencidos a usina jaboatão, dos sítios e das comunidades que forma a fazenda, sem deixar  de comentar a participação dos músicos  que mostraram  a cultura local através da musica.

         A grande ideia da juventude suassuna é promover mais 2 ou 3 encontro de divulgação de nossa cultura nas comunidades da fazenda suassuna, no primeiro encontro foi percebido a importância de conhecermos nossos ancestrais e a partir dessa visão muitos jovens no debates falaram sobre nossa maneira de agir e pensar ou seja nossa cultura estar marcada nos costume que herdamos dessas pessoas que construíram a nossa comunidades.
                         "não queremos ser um grupo apenas  assistêncialista, estamos levando uma politica  de conhecimento cultural para as pessoas ou seja é a própria juventude suassuna falando da sua história a  comunidade". Argumentou: Alexandre Roseno
o musico nivaldo falando da cultura negra em nossa comunidade

alexandre roseno comentando a importância dos 422 anos da fanzenda suassuna
        A grande critica do debate foi sobre como o poder publico ver nossa comunidade.
                                 "somos o maior patrimônio cultural  histórico do Jaboatão  temos 422 anos e mesmo assim nossa comunidade não é registrada ou seja ela não existe de fato".relatou Fabiano suassuna articulador social da organização.
                                 "não recebemos cartas pelo fato de nossa ruas não terem nomes e nem Cep, encontramos muita dificuldades em escrevermos para o ENEM e concursos públicos. relatou Rosália
          Essa critica esta relacionada ao fato de  as comunidades da fazenda suassuna não ser registrada ou cadastradas na prefeitura, esse foi o ponto auto do debate, tudo isto demonstra o fato de as pessoas não conhecer a fazenda suassuna e se a conhece não prioriza resolver suas necessidades e muitas vezes ditam projetos baseados na vontade de determinados grupos e não na comunidade.
o senhor Caetano grande possuidor de fotos da antiga usina jaboatão, ele foi premiado com um livro  pela juventude suassuna








os músicos


o musico oziel
Alexandre roseno a cantora Rosália e o contabilista Renato


mural da exposição



            Nossa cultura é marcada pela luta da sobrevivencia
irmão neco do ´sitio d pedra da baleia usina jaboatão

antonio do lote 56 e seus filho e o amigo anjinho

sítio de penanduba grande

casa do assentamento dos sem terras em engenho são pedro
a principal fonte de trabalho dos funcionários da usina jaboatão

Fotos do sobrado ou academia suassuna da usina jaboatão
academia suassuna ou sobrado da casa grande da usina jaboatão


antigo bueiro da usina jaboatão , ele foi derrubado em agosto de 2010 para a construção de casas pela CEHABE
parte do tronco do bueiro
casa do gerente fica ao lado do sobrado
escadaria da subida da academia suassuna ou sobrado da usina jaboatão

academia suassuna ou sobrado da usina jaboatão
portas do sobrado da usina jaboatão
entrada principal da academia suassuna ou como é conhecida : sobrado da usina jaboatão


Matando um pouco a saudades
 usina jaboatão, fotos do senhor  severino Caetano francisco
 usina jaboatão, fotos do senhor  severino Caetano francisco
 usina jaboatão, fotos do senhor  severino Caetano francisco

 Um pouco da História da Fazenda Suassuna ou Usina Jaboatão


   No ano de 1575 o Donatário de Pernambuco, Duarte Coelho de Albuquerque doou a Gaspar Alves de Purgas uma légua de terras nas ribeiras de Jaboatão, no mesmo ano Gaspar vende a maior parte de suas terras aos irmãos judaicos Diogo Soares e Fernando Soares pelo preço de 200$000, para a construção de um engenho. nesta compra existiu duas etapas  a primeira é marcada pelo um contrato de 06 anos onde o senhor de engenho era obrigado a cumprir uma produção de trinta tarefas de cana anualmente este contrato não foi comprido. a outra etapa é que os irmãos Soares resolveram comprar a maior parte das terras de Gaspar e se livrar das regras de produção isto em 22 de Dezembro 1581.


    No dia 08 de Agosto de 1588 no cartório na vila de Olinda é registrado o Engenho Suassuna,  a partir  desta data  é construído a cultura canavieira e o desenvolvimento econômico dos senhores de engenhos de açúcar em nossa comunidades onde estes  criaram  suas família e formaram suas vidas social e politica no Brasil colonia e  que ficaram marcados para sempre na História pernambucana.    Os irmão Soares denominaram o engenho com o nome de Nossa Senhora de Assunção e logo depois o engenho passou a ser chamado por eles de Engenho Suassuna.

   Nessa época existia varia tribos de índios, em Pernambuco principalmente os índios caetés  e eram em grandes números, o nome Suassuna é indigina e quer dizer viado preto, tipo de animal que em grande quantidade  que bebiam águas nas ribeiras do riacho que também recebeu o nome de riacho Suassuna , mais com tudo isto não se pode ainda afirmar a existência de índios nas terras do engenho.

   Séculos depois o engenho foi vendido a senhor Francisco Xavié Cavalcante de Albuquerque sua família denominou o engenho de fazenda Suassuna eles se tornaram grandes senhores de engenhos do império português estudavam na Europa foram mestres no conhecimento acadêmico da época e senhores da guerra e possuidores de grades números de escravos, foram Coronéis e Barões e Viscondes, títulos de nobreza da família real portuguesa.

   A família Albuquerque se tornaram tão prospera que no ano de 1821 o Coronel Suassuna, Francisco de Paula Cavalcante de Albuquerque no seu inventário descreve mais de 125 escravos e muitos no valor de 150 Reis isso demonstrava uma riqueza para poucos naquele século.

   Nesta época o engenho era formado pelo senhor de engenho,escravos e colonos brasileiros e estrangeiros ligado a família do senhor de engenho

  Os irmão Suassuna, Francisco,José,e Luiz influenciado pelas ideias liberais da revolução francesa e com o apoio de napoleão Bonaparte amigo de Luiz que estudava na Europa, criaram a academia Suassuna para realizar as primeiras pregação politicas de separação de Portugal no Brasil colonia mas antes de a conspiração ser realizada, eles foram denunciados a corte pelo coronel José da Fonseca Silva Sampaio sobre um uma tentativa de rebelião dos irmãos com o o império de Portugal este acontecimento ficou conhecido como conspiração suassuna, alguns criticam este acontecimento como de menor importância, pois não se comprovou nada contra aos irmãos Suassuna, mais a ideia da conspiração existiu sim de fato, para que um senhor de engenho ia construir uma academia (conhecida hoje como sobrado ), túneis dentro das matas com celas e cadeados? Na lógica os Suassuna subornou os responsáveis pelo inquérito. Gilberto Freire conta que logo depois os irmão Suassuna citou este acontecimento como "influencia da juventude acadêmica europeia".

  Em 1889 a família Albuquerque vende as suas terras ao Estado, essa fase marca o fim do engenho movido a água no Estado de Pernambuco, o Estado ao comprar suas terras, cria o núcleo Barão de Lucena que é conhecida como a primeira tentativa de reforma agrária do Brasil, foram criado 145 lotes alguns desses se tornaram hoje em bairros( como é o caso de lote 56, lote92 lote16, lote23, lote01 padre Roma, entre outros). No dia 31/12/1894 o governo desistiu do projeto e fecha o núcleo Barão de Lucena ou usina colonia como ficou conhecida popularmente e por muita "conhecidencia" foi vendida a família Suassuna novamente ao senhor Joaquim cavalcante de Albuquerque logo depois  da compra os Albuquerques denomina  o nome da usina de  Usina Jaboatão, A partir deste momento é registrado um crecimento industrial muito grande com as linhas férreas atingindo aproximadamente 20 engenhos . no ano de 1950 a usina tinha 25 engenhos e 09 locomotivas uma riqueza dominante no mercado do açúcar.

  No ano de 1973 o usineiro resolveu acabar com as linhas férreas e investiu em caminhões e tratores influênciados pelo novo modo de produção industrial que o Brasil passava.

  A partir da década de 90 a usina passa a sofrer grandes impacto com o mercado financeiro do açúcar,o açúcar caiu seu preço no mercado e usina passa a dever bastante ao governo federal e em 1994 o a empresa abre falência e acontece o fechamento da usina Jaboatão deixando milhares de desempregados e sonhos de vida  frustrados.
hoje :  o local da usina esta sendo construído  casas populares pra o povo da enchente de2005

8 comentários:

FLAVIA disse...

Olá pessoal, sou Flávia Martins, sou assistente social e moro em São Lourenço da Mata. Estou passando por aqui para dar um alô...me encantei com o trabalho de vocês, força sempre para continuar este lindo trabalho. Agente se fala, Abraços.

juventude suassuna disse...

olá flavia muito obrigado por sua postagem e palavras.

a juventude suassuna lhe agradece.

att,
alexandre roseno

Anônimo disse...

parabéns pelos registros histórios aqui colocados. Ajuda a preserva a história de Jaboatão e de Pernambuco. Deu vontate até de conecher o referido engenho...

juventude suassuna disse...

poxa agente agradece as suas palavras e o prestígio pela nossa história , e é só falar que te ensinamos como localizar os engenhos. valeu.
sim sou faltou seu nome

Anônimo disse...

muito boa essa ideia,muitas comunidades estão sem area de lazer.Estavamos precisando dessa iniciativa.Edson

Anônimo disse...

Fiquei feliz em saber quer tem pessoas quer tem interesse pela estória da antiga usina Suassuna muito bonito trabalho da juventude Suassuna .
Caso vocês jovens queira o realmente aprende alguma coisa ai esta um ótimo professo
O irmão Severino Caetano.....

Raquel Otila Suassuna disse...

Gostaria de ajudar a preservar a historia do Engenho Suassuna. Gostaria de conhecer a comunidade!

Anônimo disse...

e bom ver jovens interessados por suas origens,pena que essepatrimonio estasendo aos poucos sendo destruido.

About Me

Seguidores